Etiquetas

,

O terço é a oração que me acompanha

“O terço é a oração que me acompanha, sempre, na vida. É também a oração dos simples e dos santos. É a oração do meu coração”: com estas palavras, o Papa Francisco escreveu o prólogo do livro “Il rosario, preghiera del cuore” (“Rosário, a oração do coração”, em tradução livre), escrito pelo Pe. Yoannis Lahzi Gaid, um sacerdote copta de rito católico que, há alguns meses, faz parte do seu secretariado particular.

Datado de 13 de maio, festa de Nossa Senhora de Fátima, o prólogo do livro foi inteiramente escrito pelo Santo Padre.

O livro do Pe. Yoannis foi publicado em língua árabe e, rapidamente, mesmo sendo pequena a comunidade copta, vendeu mais de 130 mil exemplares. (…) A peculiaridade desse pequeno livro é que ele permite rezar o terço levando em consideração as duas tradições, a oriental e a ocidental.

“O terço me ajuda a relaxar”

Já sabemos o quanto o Papa Francisco ama e venera Maria. Seu vínculo com o Terço não é nenhum segredo; de fato, comemorando o aniversário do seu primeiro ano de pontificado, o Pe. Alfred Xuereb, então seu secretário pessoal, discorreu, precisamente sobre isso, frente aos microfones da Rádio Vaticano:

“O Papa não perde um minuto! Trabalha incansavelmente – explicou. E quando precisa fazer uma pequena pausa, não fecha os olhos sem fazer nada: ele se senta e reza o Terço. Acho que ele reza o Terço três vezes, ao dia. Ele me disse: ‘Isso me ajuda a relaxar’. Depois, o Papa retoma o trabalho.”

Fonte: Um minuto com Maria!