Etiquetas

Mensagem do Ministro Geral da Ordem dos Frades Menores – OFM

Obrigado Santo Padre

grazieBenedetoXVI

No dia 11 deste mês, quando eu estava visitando a província de Michoacán (México), por volta das 4:00 da manhã, com uma chamada do meu secretário pessoal, eu soube da renúncia do Papa, como Bispo de Roma, sucessor de São Pedro. Confesso que a notícia me causou uma grande tristeza. Hoje, novamente em Roma, depois de dois dias, congratulo-me com esta decisão com respeito e grande admiração. Quanto a humildade, liberdade, senso de responsabilidade! Muito amor para a Igreja! Obrigado, Santo Padre!

Neste momento me parece importante, queridos irmãos, escrever a todos vocês essa pequena carta. Eu faço isso, em primeiro lugar, para expressar, em meu nome e de toda a nossa Ordem, a gratidão a sua Santidade Bento XVI pela sua proximidade e afeto para com a minha pessoa e para com a Ordem. Eu me encontrei com ele várias vezes: durante os quatro sínodos em que participei, dois encontros por ocasião do Conselho Executivo da União dos Superiores Gerais, por ocasião da V Conferência dos Bispos da América Latina, para a canonização de santos franciscanos e, em alguns visitas pastorais, a convite pessoal. Estão muito vivas em mim as três audiências privadas concedida a mim e no qual eu poderia compartilhar assuntos de interesse geral para a Ordem. Em tudo que eu sentia em Bento XVI uma pessoa humilde, e com grande capacidade de ouvir e compreensão, assim como eu experimentei seu grande amor por nossa Ordem e seu profundo conhecimento da nossa espiritualidade. Viva na minha memória são suas visitas à Terra Santa e Assis. Na Terra Santa tem sido uma bênção para mim recebê-lo no Monte Nebo, em Nazaré, no Cenáculo e no Santo Sepulcro, e recebê-lo na Porciúncula em Assis e São Damião. De sua peregrinação à Terra Santa, eu me lembro com particular gratidão as palavras de apreço pelo serviço que a Ordem oferece à “pérola das missões”, manifesta, em particular no Monte Nebo, a Última Ceia no refeitório e nas palavras improvisadas em Nazaré. De Assis sempre lembro as palavras de admiração por São Francisco. Além disso, todos nós nos lembramos que foi agendada a visita ao Santuário do Monte Alvene, que não pôde ser realizado por causa da mal condição do tempo. Em qualquer caso, na ocasião nos deixou uma bela mensagem que para nós se torna tesouro. Por todos esses gestos de cuidado paternal: Obrigado, Santo Padre!

Em muitas outras ocasiões, Bento XVI mostrou seu amor pelo franciscanismo e seu conhecimento da nossa tradição. Nos últimos anos deixou-nos muitos livros que merecem ser lidos e considerados com cuidado. Além de inúmeras referências a nosso modo de vida em várias ocasiões. Deixou-nos suas reflexões sobre São Francisco, Santa Clara, Santo António, São Boaventura, Beato João Duns Scotus e outros autores da Escola Franciscana. Para o ensino franciscano que nos deixa: OBRIGADO SANTIDADE!

A última vez que o encontrei foi no dia 2 deste mês, por ocasião do Dia Mundial da Vida Consagrada. Após a celebração com ele, eu tive o prazer de cumprimentá-lo pessoalmente. Assim que eu o vi, ele disse: o Ministro Geral da Ordem dos Frades Menores! e acrescentou: São Francisco, que grande santo e tão atual é seu carisma para os dias de hoje! Então eu lhe pedi a sua bênção apostólica para mim e para todos os irmãos e ele gentilmente concedeu sua bênção. Hoje, meus queridos irmãos, vos transmito esta bênção. Eu faço cheio de gratidão para com o sucessor de Pedro. Na minha mente e no meu coração ficará impressa a imagem de um homem em cujo rosto e no seu caminho são percebidos traços de um trabalho sem descanso para a Igreja e o Evangelho, em cujas mãos se encontra os longos anos, e em cujos olhos, tímido, profundo e penetrante, você pode ver o coração de um pai que ama de verdade e sem fingimento. Assim recordo na lembrança nosso Papa e assim peço que recordemos todos, meus queridos irmãos, além dos muitos “retratos” que têm apresentado os meios de comunicação, muitas vezes longe da realidade.

Fazendo um balanço dos anos em que eu o conheci e durante o quais eu o encontrei, eu posso dizer a vocês, meus queridos irmãos, que o Senhor nos abençoou com o dom de Bento XVI, e que as relações com a Ordem foram excelentes. OBRIGADO, Santo Padre!

Querido Santo Padre, agora que o seu pontificado se conclui com um gesto profético e corajoso, o fruto da oração, de grande clareza, de profunda humildade e seu amor para a Igreja, e em nome da Ordem, eu digo: Obrigado. Obrigado por ter nos confirmado na fé com seu Magistério cheio de clareza, sabedoria e firmeza do Evangelho. Obrigado por nos aproximar de Cristo através de sua palavra simples e profunda ao mesmo tempo, e através de seus escritos, sempre pontuais e clarificadores. Obrigado por seu olhar cuidadoso sobre o mundo e a sociedade de hoje, como mostra em suas encíclicas e em muitos discursos. Obrigado por seu amor à Igreja, o que o levou a buscar a purificação e pedir perdão pelos pecados de seus membros. Obrigado por seu amor à vida consagrada, e de ter manifestado em muitas ocasiões, particularmente querer presidir a recente Jornada da Vida Consagrada, em 2 de fevereiro. Obrigado por seu gesto de renúncia que recebemos com tristeza e ao mesmo tempo com admiração. No início de seu pontificado, ele nos disse que ele se considerava um trabalhador simples e humilde na vinha do Senhor. Se a humildade é a medida da grandeza de uma pessoa, a confissão pública que nos fez em 11 de fevereiro confirma a verdade dessas palavras, e sua grandeza e santidade. Obrigado por nos ensinar, a partir da cátedra da vida, que a autoridade na Igreja é serviço. Obrigado pelo belo presente que nos deixa com o Ano da Fé. OBRIGADO, Santo Padre, por tudo.

Queridos irmãos e irmãs, neste momento, acolhemos com fé a decisão do Santo Padre. Rezemos por Bento XVI para que ele possa continuar a servir a Santa Igreja com todo o seu coração, com uma vida dedicada à oração, como é seu desejo. Além da oração pela sua pessoa, a nossa melhor homenagem a este homem de Deus e grande Papa será a de fazer tesouro de seu magistério, através de estudo e da reflexão orante de seus escritos. Rezemos também pela Igreja, para que o Espírito do Senhor ilumine os corações e mentes dos eleitores do novo sucessor de São Pedro.

Vosso irmão, Ministro e servo José Rodríguez Carballo, OFM, Ministro Geral, OFM

Roma, 13 de fevereiro de 2013, quarta-feira de cinzas.

Fonte: http://www.ofm.org/ofm/?p=3484&lang=it . Tradução livre do Italiano de Fr Bernardo de Maria OFM, Ministro Provincial da Província de N. Sra. da Assunção, MA/PI, Brasil.